Escolha uma Página
Resoluções para transformar seu ano em um ano incrível!

Resoluções para transformar seu ano em um ano incrível!

Quando um ano termina e outro começa, a história é sempre a mesma; todos querendo fazer do ano que está entrando o melhor ano de suas vidas. Acredito que seja por aí mesmo, procurar sempre nos superarmos, fazer o nosso melhor, mas na maioria das vezes, são apenas promessas, que na maioria das vezes nem são cumpridas. Mas como fazer para mudar isso?

Pensando nisso, resolvi dar um empurrãozinho. Mas lembre-se que isso é algo que você pode começar a fazer a qualquer momento; não precisa esperar começar o ano, mudar o mês ou esperar a segunda-feira chegar. Algumas mudanças podem iniciar assim que você terminar de ler esse texto. Simples não?

Para começar pedirei que você faça uma reflexão acerca do que tem acontecido. Logo abaixo apresentarei algumas perguntas que te ajudarão nesse processo, por isso é importante que tire um tempo para responde-las calmamente. E nada de responder mentalmente, ok? Pegue um caderno e uma caneta e mãos à obra!

Na maioria dos casos, as pessoas costumam reclamar dos acontecimentos passados; eu me pergunto com que finalidade, afinal reclamar não gera mudanças. Tenha isso em mente, ok? Com isso, ao invés de ficar remoendo tudo que deu errado ou não saiu como você queria, recomendo que você passe a escrever todas as coisas boas que aconteceram no ano que passou. De acordo com tudo o que você escreveu, qual você considera a mais positiva?

Aposto que relembrar esses fatos devem ter gerado uma sensação de bem-estar em você; e ainda arrisco dizer que você deve ter se percebido com um sorriso no rosto, perfeitamente normal, afinal são suas memórias trabalhando a seu favor. O próximo passo é relembrar todos os momentos de superação vividos no ano que passou; registre também os talentos que te ajudaram nesse processo de superação; esse exercício ajuda a ampliar seu senso de auto eficácia.

É importante anotar tudo, pois é comum as pessoas viverem suas vidas de forma tão automática que nem chegam a valorizar as coisas boas que acontecem. Com isso, vão vivendo suas vidas como se não fossem os responsáveis por ela. E falando em responsabilidade, aproveite para analisar de que forma você tem aproveitado o seu tempo. Lembrando que o tempo é igual para todas as pessoas. Você tem utilizado ele corretamente?

Após toda essa reflexão, gostaria que anotasse o maior aprendizado que você leva para a sua vida; é claro que, não poderíamos esquecer das pessoas que foram importantes nesse momento, anote todas! Após ter feito esse registro, circule o nome das três mais importantes e aproveite para escrever uma mensagem (pode ser uma carta, e-mail, WhatsApp…o que você quiser), informando à essas pessoas o quanto elas foram importantes em sua vida; e com isso, você trabalhará a gratidão. 🙂

E para finalizar, anote uma palavra, a primeira que vier à sua mente que sirva como um resumo do ano que você passou. Falo ano, mas você pode fazer quinzenal, mensal, bimestral, ou seja, como você quiser. Apenas esteja atenta para fazer!

Desejo que você possibilite a mudança que deseja para a sua vida!

Um  grande beijo e um excelente ano para você! 🙂

Ps.: Aproveite e assista esse vídeo que gravei sobre as áreas a vida.

Segurança ou Liberdade?

Segurança ou Liberdade?

Fiquei muito feliz quando a Soraya me convidou para ser parceira no blog. Este é meu post de estreia e a ideia é compartilhar com vocês um pouco sobre o processo de trabalhar por conta própria. Sou graduada em Propaganda e Marketing e trabalhei em empresas como TOTVS, FECAP e São Paulo C&VB. Desde 2009 trabalho de forma independente, você pode conhecer mais do meu trabalho no meu site: cristianethiel.com.br

Segurança ou Liberdade

Agora vamos ao post!

“Não alcançamos a liberdade buscando a liberdade, mas sim a verdade.

A liberdade não é um fim, mas uma consequência.”

(Leon Tolstoi)

Começo com essa citação porque a aventura de trabalhar por conta própria tem tudo a ver com liberdade e principalmente com verdade. A sua verdade.

Muitas pessoas iniciam o trabalho por conta própria após perderem o emprego. Fomos ensinados a buscar segurança, por isso estamos sempre almejando um cargo numa boa empresa, com carteira assinada, empregos formais ou o velho sonho do funcionalismo público. Ser concursado. Ter estabilidade.

Aí que entra o dilema. Segurança ou Liberdade?

A primeira análise que você precisa fazer sobre si mesmo é se você tem realmente perfil para esse nível de independência. Trabalhar por conta própria significa você ter que buscar seus clientes, investir em estudos, relacionamentos, comprar equipamentos, e assim vai. Esqueça a ideia de que você vai trabalhar menos, dormir até tarde, ter 30 dias de férias, 13° salário. Nada disso. Você vai trabalhar mais!

Que loucura, né?

É exatamente por isso que trabalhar por conta própria tem tudo a ver com a sua verdade. É uma tremenda furada você apostar numa carreira no funcionalismo público se você não tiver esse perfil. Essa segurança pode significar infelicidade. Da mesma forma que investir em um trabalho autônomo sem se conhecer bem para entender seus limites e objetivos pode ser desastroso.

Somente se você estiver realmente se dedicando a algo que você acredita e ama que você vai estar definitivamente disposto a se entregar, se doar. Aqui temos mais um ponto que deixa claro porque tudo isso tem a ver com a sua verdade.

Se você pensa em iniciar um negócio próprio, mas tem dúvida do que fazer, existem quatro passos simples, leve o tempo que precisar, pergunte às pessoas próximas a você, pense, analise e responda:

1. Quais são as coisas que você mais gosta de fazer? Pense em tudo, não se limite a tarefas diretamente relacionadas ao seu trabalho atual ou ao trabalho que você almeja. Pense de forma ampla. Tudo. Gosta de viajar? Gosta de escrever?

2. Agora faça o mesmo para determinar as coisas nas quais você é realmente bom. Pergunte a seus amigos, parentes, colegas de trabalho, faça sua própria lista.

3. É a hora de combinar as duas listas. O que você gosta de fazer e ao mesmo tempo é bom? Realmente bom, não apenas OK. Aquilo que todo mundo diz: “Pede pro fulano!”

4. Você já sabe tudo que você gosta, no que você é realmente notável e só falta uma coisa, o que pode ser empacotado e vendido? Ou seja, o que as pessoas pagariam para você fazer?

“Coisas boas acontecem quando você cria oportunidades.”

É assim que começamos a desenhar qual será nosso modelo de negócios. Algumas pessoas descobrem tudo isso num momento de necessidade, mas você não precisa esperar para se aventurar. Faça essa análise sobre você e inicie agora mesmo sua jornada.